sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

1917-2017: Jornadas de formação

Neste ano de 1916 tem início um ciclo de "efemérides socialistas", entre as quais:

2016: um século da publicação de Imperialismo, etapa superior. 

2017: um século da revolução russa; 

2018: duzentos anos do nascimento do Karl Marx; 

2019: cem anos da Internacional Comunista e também cem anos do assassinato de Rosa Luxemburgo; 

2020: cem anos do "Esquerdismo, doença infantil"; 2021: cem anos de fundação do PC Chinês; 

2021: cem anos de fundação do Partido Comunista da China;

2022, cem anos de fundação da URSS e do Partido Comunista do Brasil; 

2024: cem anos da morte de Lênin.

A conjuntura internacional (e, em alguns casos, a conjuntura nacional) vai transformar estas efemérides em momento de intenso debate ideológico, teórico e político.

A intelectualidade e as organizações vinculadas à tradição marxista, revolucionária, socialista e comunista devem participar ativamente deste debate, seja para enfrentar a direita, seja para aproveitar a ocasião como parte do debate acerca do socialismo do século XX, do capitalismo e da estratégia do século XXI.

Devemos estimular a realização do maior número possível de atividades, convocadas pelas mais diversas instituições, voltadas a debater a maior diversidade possível de temas e atingindo o público mais amplo.

Naturalmente, cada setor vai concentrar suas energias em algumas iniciativas, que do seu ponto de vista servirão como balizas para o conjunto das iniciativas, inclusive para aquelas que forem protagonizadas por outros setores da esquerda, mas principalmente para polarizar com a direita.

Com este objetivo, algumas sugestões práticas:

1.Estimular as organizações de esquerda a coordenarem ações comuns, inclusive abrindo espaço em suas publicações para estimular e divulgar este conjunto de efemérides. 

2.Organizar debates e seminários para marcar a adesão às iniciativas e também para definir o mapa das questões mais relevantes e, por tabela, as iniciativas mais importantes.

3.Oferecer cursos de formação política dedicados aos 100 anos da revolução russa. 

A seguir uma sugestão do que poderia ser abordado num "curso ideal", com trinta aulas. Mas pode ser adaptada das mais diferentes formas, assim como pode ser implementada a partir de diferentes orientações teóricas.


1917-2017
O curso da Revolução Russa, cem anos depois



1.Introdução: o "estado da arte" do debate sobre a revolução russa, 100 anos depois.

2.A história do Império Russo, das origens até Catarina II.

https://www.youtube.com/watch?v=Ibsfav4lIhk&feature=youtu.be

3.A história do Império Russo, das revoluções burguesas ao imperialismo

4.Literatura e revolução.

5.O debate sobre o desenvolvimento capitalista na Rússia.

6.Os revolucionários russos: do decembrismo ao populismo.

7.Os revolucionários russos: da social-democracia ao comunismo.

8.A revolução de 1905.

9.A revolução de fevereiro de 1917.

10.A revolução de outubro de 1917.

11.A guerra civil.

12.A Nova Política Econômica.

13. Industrialização e coletivização.

14.Os processos de Moscou.

15.A URSS na Segunda Guerra Mundial.

16.O debate econômico após a Segunda Guerra.

17.As reformas de Kruschev.

18.O período Brejnev.

19.A crise dos anos 1980 e o fim da URSS.

20.Impactos do fim da URSS no "mundo socialista"

21.As políticas sociais na URSS: educação, saúde, cultura, esportes, habitação

22.Propriedade, gestão, planejamento e trabalho na URSS

23.A política internacional da URSS.

24.O "marxismo soviético".

25.O debate sobre a natureza da URSS.

26.Qual a herança da revolução russa?

27.A Rússia pós-URSS

28.As Obras Completas de Lênin: um guia de leitura

Um comentário: